A Polícia Civil abriu inquérito nesta terça-feira (19) para investigar um estupro coletivo sofrido por uma jovem de 19 anos. O caso aconteceu em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Além de ter sido violentada sexualmente, a mulher também foi espancada pelos bandidos.

Três suspeitos do crime fugiram em um Gol e estão sendo procurados. Conforme a Polícia Militar, câmeras instaladas em ruas próximas podem ter registrado a passagem dos criminosos. As imagens também devem ser analisadas pelos investigadores.

A mulher contou que seguia para o posto de saúde para retificar uma receita médica, quando foi abordada pelo trio que estava em um Gol "bolinha", na rua Inês Glanzan de Almeida com rua Coqueiros, no bairro Fonte Grande.

O homem que estava na parte traseira do veículo ameaçou a vítima com um revólver e uma faca e a obrigou a entrar no carro. Lá, a jovem disse que foi estuprada pelos dois passageiros. A mulher contou que tentou se desvencilhar, momento em que foi agredida. Depois do estupro coletivo, a vítima foi deixada na praça do bairro Bernardo Monteiro.

Ela foi socorrida com escoriações nas pernas, barriga e pescoço. Os militares levaram a jovem até o Hospital Municipal de Contagem, onde ela foi submetida a exames e a tratamentos para evitar contrair doenças sexualmente transmissíveis.