Justiça aceita denúncia contra 49 envolvidos com jogo do bicho no Sul de Minas

Hoje em Dia
10/04/2014 às 19:17.
Atualizado em 18/11/2021 às 02:03

A Justiça acatou uma denúncia do Ministério Público contra 49 suspeitos de envolvimento com jogo do bicho, corrupção policial e lavagem de dinheiro em Varginha, no Sul de Minas. Todos os envolvidos foram presos ou investigados pela Operação Jackpot, realizada pela Polícia Federal (PF).   Segundo o MP, a organização criminosa atuava há mais de anos nos municípios de Varginha, Elói Mendes, Três Pontas e Pouso Alegre e teria arrecadado cerca de R$ 40 milhões em três anos através de exploração de hotel e fazenda, bem como de compra e venda de veículos usados. Entre os suspeitos estão exploradores de jogos ilegais, empresários, gerentes de bancas de apostas, recolhedores de apostas, comerciantes e policiais civis.   O caso foi descoberto em investigação conjunta da Polícia Federal, Ministério Público e Receita Federal e resultou na prisão de oito pessoas e no indiciamento de outras 41, que respondem ao processo em liberdade. Na denúncia do MP, os promotores Mário Antônio Conceição e Igor Serrano Silva pedem o afastamento cautelar dos policiais investigados. “O inquérito policial mostra indícios veementes de autoria que apontam a participação de policiais civis no esquema criminoso”, afirmou Mário Conceição.   Além disso, a promotoria pediu a quebra dos sigilos bancário e fiscal de alguns dos envolvidos o desmembramento do processo. "O elevado número de acusados recomenda a separação do processo a fim de evitar excesso de prazo, tumulto processual diante do número de testemunhas e réus, bem como para garantir a aplicação do princípio da celeridade processual", destacou Mário. 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por