A Justiça concedeu liminar à Vale para a manutenção do trabalho realizado em três minas presentes em Itabira, na região Central de Minas. A decisão anula a interdição determinada pela Superintendência Regional do Trabalho em Minas Gerais na última quarta-feira (27), após denúncia de que vários trabalhadores do local estariam com Covid-19.

De acordo com a mineradora, nas operações de mineração, a empresa está trabalhando com um contingente mínimo de pessoas de forma a manter apenas as atividades essenciais com segurança. Afirmou que foram determinados escalonamento de turnos e desinfecção constante dos ambientes, o uso obrigatório de máscaras nas unidades, triagem diária na chegada dos trabalhadores e uso de tecnologia para rastreamento por onde os empregados passaram.

A mineradora disse ainda que está realizando a testagem de todos os seus empregados e terceiros, e retirando do ambiente de trabalho aqueles que testaram positivo, além daqueles que tiveram contato com os funcionários que tiveram contato com o novo coronavírus, mesmo que de forma assintomática.

Mas a empresa não informou quantos funcionários teriam testado positivo, justificando que faz isso em respeito à privacidade dos empregados.

Leia mais:
Vale terá de pagar R$ 100 mil de danos morais a terceirizado que sobreviveu à tragédia em Brumadinho