Já é considerado foragido da Justiça, o principal suspeito de ter assassinado o engenheiro químico João Gabriel Camargos, de 25 anos. Paulo Monteiro da Silva, de 33 anos, foi reconhecido por diversas pessoas que estavam dentro do ônibus onde o homem foi morto, durante o trajeto entre Poços de Caldas, Sul de Minas Gerais, e Belo Horizonte. O mandado de prisão foi expedido pela Justiça de Lavras a pedido do delegado regional Carlos Camargo. Até o início desta tarde, o paradeiro de Paulo era desconhecido, segundo a polícia.

No sábado (9), o engenheiro estava dentro do ônibus acompanhado da namorada, quando após uma parada em Perdões, o suspeito anunciou um assalto. Durante a ação, Paulo teria tropeçado nas pernas de João Gabriel e, irritado, atirou três vezes contra o engenheiro, acertando um tiro em sua cabeça.

 

Engenheiro químico João Gabriel Camargos de Paula, de 25 anos

João formou-se na UFMG no ano passado e morava com a namorada há um mês, no Sul de Minas

O suspeito desembarcou em Oliveira, região Centrp-Oeste, e disse ao motorista que ele seria obrigado a ir até Belo Horizonte sem parar em nenhuma lugar, pois, dois comparsas dele se passavam por passageiros dentro do coletivo. João Gabriel chegou morto na capital.