A juíza da 1ª Vara de Família, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), Maria Cristina de Brito Lima, autorizou a venda do sítio do goleiro Bruno Fernandes, localizado em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Porém, segundo o advogado da mãe de Eliza Samudio, José Arteiro Cavalcante, disse que o imóvel já teria sido vendido no final do ano passado por R$ 400 mil e o novo proprietário aguardava apenas o desbloqueio da Justiça para solicitar o Registro do Imóvel junto ao cartório do município. 
 
Ainda conforme o defensor, parte do dinheiro da venda do sítio foi destinada ao pagamento de pensão alimentícia em atraso para o filho do jogador com a ex-amante, o Bruninho. Segundo Arteiro, o goleiro teria repassado apenas R$ 300 mil à Sônia Samudio, avó do Bruninho e responsável pela guarda da criança, após a venda do imóvel. Porém, sua dívida em pensão alimentícia seria de quase R$ 600 mil. O advogado relatou ainda que investiga uma possível conta bancária do atleta no exterior e, se confirmada, pedirá o bloqueio do dinheiro depositado nela. 
 
Por se tratar de uma ação que tramita em segredo de Justiça, o valor da dívida do goleiro Bruno em pensão não foi confirmado pela assessoria do TJRJ que também não soube informar a data de emissão do ofício enviado ao cartório de Esmeraldas e se o goleiro teve outros bens em seu nome bloqueados pela Justiça.