Com a presença do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), os 90 anos do Mercado Central começaram a ser celebrados neste sábado (7), com bolo e doces distribuídos ao público.

Logo no início da festividade, Kalil puxou o parabéns cantado na Praça do Abacaxi, com bolo especial e 6 mil brownies distribuídos aos presentes. Em seu discurso, o prefeito ressaltou o caráter multifacetado do Mercado Central, fundado em 7 de setembro de 1929, quando a capital mineira tinha apenas três décadas de vida e queria reunuir a diversidade alimentícia em um só lugar para abastecer seus então 47 mil habitantes.

“O Mercado Central é o lugar do pobre, do rico, é o lugar do comerciante, do cliente, lugar de beber cerveja, de comprar carne. É o lugar mais eclético que nós temos em Belo Horizonte, de a gente ficar junto e misturado. O Mercado Central é o que é porque é nosso. Nós somos os proprietários do Mercado Central”, disse Kalil.

No próximo dia 14, as celebrações do Mercado Central continuam na Esplanada do Mineirão, com shows, barracas de queijos doces e salgados, incluindo a presença de uma das iguarias mais tradicionais do Estado: o fígado com jiló. 

Entre as apresentações de destaque, Wilson Sideral, às 19h, e Alexandre Pires, às 21h. Também haverá shows do Magnatas do Samba e Samba Tradição, além de apresentações sertanejas e de música latina.

Leia mais:

Mercado Central chega aos 90 anos com bolo, parabéns e música; saiba como participar da festa
Bolo no Mercado Central, brincadeiras e festivais: veja a programação gratuita do fim de semana