A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) garantiu que irá vacinar toda a população da cidade contra o novo coronavírus quando uma proteção estiver disponível. A informação foi passada pelo chefe do Executivo, Alexandre Kalil, durante entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (25)

A medida será adotada caso os governos estadual e federal não disponibilizem as doses. Ainda segundo Kalil, a administração municipal conseguiu estocar 2 milhões de seringas.

O valor reservado para a compra das vacinas, porém, não foi informado. O prefeito disse apenas ter “condições de imunizar a cidade com muita tranquilidade, com dinheiro em caixa”.

“A prefeitura se armou para comprar vacina para a população, se for necessário. É óbvio que isso é responsabilidade do governo federal. Mas estamos armados, não há nenhum risco da população de BH ficar sem vacina”, completou Alexandre Kalil.

"Luz no fim do túnel"

Durante a coletiva, o prefeito criticou as pessoas que afrouxaram as medidas de proteção contra a Covid-19. "Não tem segunda onda, o que tem é gente ignorante, egoísta e irresponsável não deixando a onda (atual) ir embora", disse.

Kalil lamentou que a banalização da doença por parte da população esteja ocorrendo ao mesmo tempo que já se vislumbra algum imunizante para conter a pandemia. "Estamos com a luz no fim do túnel, estamos a um mês, um mês e pouco, dois meses de uma vacina", frisou.

 

Leia Mais:
Pesquisadores da UFMG projetam 21 mil mortes em Minas por Covid até o fim do ano
‘Estamos avisando os baderneiros: vão ser presos’, disse Kalil; fiscalização será reforçada em BH
Com 4.006 casos confirmados em 24 horas, Minas passa de 403 mil infectados pela Covid-19