Atlético, Cruzeiro e Minas Arena, empresa que administra o Mineirão, foram convocados pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD) para tratar sobre regras estipuladas pela prefeitura e que devem ser seguidas dentro e fora do estádio em dias de jogos com público. Uma reunião será realizada, porém, o dia e horário ainda não foram confirmados pela PBH. Já o Galo, informou que um encontro com o secretário de Saúde está previsto para esta sexta-feira

Na noite de quarta-feira (18), imagens de desrespeito às medidas de proteção contra a doença foram vistas antes da partida entre Atlético e River Plate, pela Libertadores. As cenas foram classificadas como “horrorosas” pelo prefeito que afirmou, ainda, que a volta da torcida não cumpriu o “combinado” e que a aglomeração destacada foi um desrespeito. 

"Do jeito que está não vai ter, não. Não foi isso que foi combinado, eu vi torcida organizada lá que, pelo preço do ingresso, não poderia estar lá, e eu quero apurar. Não tenho o menor receio de voltar tudo para trás. Estão enganados quem acha que 'é o Atlético, ele não vai fazer'. Não vai fazer, uma ova. Fizeram um desaforo e um desrespeito ao prefeito de Belo Horizonte. Se foi evento teste como disseram, não passou no teste, não vai acontecer de novo se for nesse molde", disse, em entrevista, à TV Globo. 

Em nota, a PBH informou que, de acordo com os protocolos da Secretaria Municipal de Saúde, no dia da partida, os assentos devem estar localizados em ambientes abertos e é obrigatório o distanciamento entre eles, desde que com pessoas de grupos diferentes.

Já o controle da utilização de máscaras também está previsto no documento e é de responsabilidade dos organizadores, assim como a checagem dos testes de Covid. “Deve-se impedir a entrada de pessoas sem máscaras ou que estejam utilizando-a de forma inadequada".

Ainda conforme o protocolo, não está autorizada a entrada de pessoas no estádio sem a entrega do resultado negativo para a Covid-19, em teste dos tipos RT-PCR ou Teste Rápido de Antígeno, realizados até 72 horas antes do jogo. “As irregularidades observadas deverão ser sanadas de acordo com a legislação e, caso contrário, os responsáveis pelo evento responderão”, diz o comunicado. 

A PBH informou, ainda, que a Guarda Municipal, assim como equipes de fiscalização, vigilância e Polícia Militar (PM), agiram para garantir o cumprimento das medidas de distanciamento e o uso de máscaras pelas pessoas na noite de ontem, e que foram realizadas abordagens e orientações aos torcedores.

Leia mais:
Kalil diz que jogo do Galo 'não passou no teste' e promete barrar torcida se houver aglomeração
À Massa, Galo! Com retorno da torcida, Atlético massacra o River Plate e avança às semifinais
Mesmo sem ingresso, torcedoras vão ao Mineirão matar a saudade e reviver o clima de jogo