Laboratórios de BH pedem prazo 4 vezes maior para entregar resultado de teste da Covid

Raquel Gontijo
Hoje em Dia - Belo Horizonte
12/01/2022 às 19:47.
Atualizado em 18/01/2022 às 00:53
Percentual de testes positivos cresceu em Minas Gerais (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Percentual de testes positivos cresceu em Minas Gerais (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

O avanço da Covid em Minas, com risco de uma nova onda da pandemia em Minas, provocou uma disparada na procura por testes nos laboratórios. O aumento da demanda já impacta no atendimento às pessoas com suspeita da doença. Em alguns casos, o prazo de entrega dos exames passou de 24 horas para quatro dias úteis.   

Além disso, quem faz o exame particular já paga mais caro. O preço subiu quase 20%. Nesta quarta-feira (12), a Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed) alertou as empresas para o risco de desabastecimento dos kits de testagem no país.

O prazo de até quatro dias úteis foi informado pelo Hermes Pardini. Lá, a média de atendimentos quase triplicou na comparação com os últimos 14 dias. Segundo o laboratório, só na terça (11) foram 22 mil exames de Covid.

No laboratório São Paulo a demanda também já é três maior, e a entrega dos resultados passou de 12h para 48h. O RT-PCR passou de R$ 230 para R$ 270.

O ilustrador Valfredo Macedo precisou fazer o teste, após suspeita da doença. “Fiz no laboratório que era o mais perto da minha casa, pois precisava do resultado mais rápido”. Apesar da pressa, a empresa informou que o resultado só será entregue na semana que vem, no dia 18. 

Casos positivos

Além do aumento no número de testes em todo o país, as confirmações da Covid também cresceram. No laboratório São Paulo, a taxa de casos positivos de 1° a 23 de dezembro de 2021 foi de 2,6%. De acordo com o laboratório, somente nos três primeiros dias deste ano, o dado passou para 17%.

O laboratório Hermes Pardini também registrou aumento. Segundo a empresa, a taxa positividade chegou a 44% nesta terça-feira (11). Comparando com a média das duas últimas semanas, a positividade também saltou para 17%. É a mais alta desde o início da pandemia no país. 

Em Minas, a positividade dos exames do dia 11 de janeiro ficou em 42%, um crescimento de 16% em comparação com a média móvel dos últimos 14 dias.

Risco de desabastecimento

Dados da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica mostram que, entre as empresas associadas, de 3 a 8 de janeiro de 2022 foram realizados mais de 240 mil testes pela rede particular. Segundo a Abramed, o número representa salto de 98% na comparação com a semana do Natal.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por