Um homem de 33 anos foi preso em flagrante depois de invadir uma casa no bairro Itapõa, na região da Pampulha, fazer quatro reféns e roubar um carro e diversos pertences das vítimas. O detalhe é que ele foi localizado pela Polícia Militar pois esqueceu o próprio aparelho celular na cena do crime. 

Outros dois suspeitos de participação no crime não foram encontrados e presos. Os reféns não se feriram na ocorrência e tiveram os materiais roubados recuperados. O caso foi registrado na terça-feira (12).

Violência

Segundo a PM, o caso teve início depois que dois bandidos armados e com toucas ninjas para cobrir os rostos arrombaram um portão e invadiram o imóvel. Lá dentro, eles trancaram um casal e as duas filhas em um cômodo, e fizeram uma "limpa". Durante o assalto, um terceiro suspeito também entrou na casa e ajudou no roubo.

De acordo com as vítimas, o trio fugiu cerca de 1h50 depois em um Honda Civic da família. Os reféns conseguiram se libertar e encontraram no imóvel o celular de um dos suspeitos.

Rastreamento

Com o aparelho celular, os militares localizaram a casa da mãe do autor do crime e ela confessou que o filho tinha envolvimento em diversos delitos. Um outro familiar ainda delatou para os policiais o esconderijo do suspeito, no bairro Aparecida, na região Noroeste de BH.

Lá, o homem foi localizado e confessou participação no crime. Vários produtos roubados foram apreendidos e o autor ainda contou que outros materiais estavam escondidos na casa da sogra. O ladrão atrapalhado também delatou um dos comparsas, que não estava na residência e, por isso, não foi detido. No local, a PM encontrou outros itens roubados na Pampulha.

A ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes (Ceflan) 1.

Leia mais:
Diretor de organizada preso em BH confessa que vendia droga para universitários e 'alta classe'
Acidentes nas BRs 262 e 381 deixam um morto e complicam trânsito em Betim e Juatuba