Em mais uma iniciativa voltada à valorização da Lagoinha, a Prefeitura de Belo Horizonte leva à região o projeto "Moradores – A Humanidade do Patrimônio". Entre os dias 4 de junho e 7 de julho, o projeto vai ocupar o espaço público por artes integradas, que incluem exposição fotográfica em grande formato, produção audiovisual e contação de histórias sobre as memórias de personagens da Lagoinha, um dos mais antigos e importantes bairros da capital mineira.

Entre esta terça (4) e sábado (8), uma tenda estará montada em cinco pontos do bairro, com uma câmera ligada para colher depoimentos das pessoas que desejarem dar a sua versão da história do lugar, bem como falar sobre seus valores e desejos sobre a região (veja a relação dos locais de gravação no final da matéria).

Na etapa seguinte, todo o material – fotos, vídeos e depoimentos – será transformado numa exposição fotográfica em grande formato com 12 painéis (4m x 2m) de retratos dos "personagens da Lagoinha", além de um filme documentário curta-metragem, um varal fotográfico e diversas intervenções pelas ruas, casas e prédios da Lagoinha. O material será exposto no dia 29 de junho, em evento realizado no Mercado da Lagoinha.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Juca Ferreira, o projeto integra uma série de ações adotadas pela Prefeitura de Belo Horizonte para valorizar e dar visibilidade à região da Lagoinha . "Torna-se necessário montar um processo profissional e abrangente de prospecção e registro da memória local a ser documentado por meio de registros audiovisuais. As cidades e os espaços urbanos não são apenas resultado de uma adaptação ao meio físico, são também produto e resultado da cultura de seu povo, que permanentemente os recria e dá novos sentidos à maneira singular de lidar com a dimensão material", considera.

A busca por histórias da Lagoinha

De terça (4) a sábado (8), sempre entre 9h e17h, uma tenda estará montada em um ponto diferente da Lagoinha, colhendo depoimentos dos personagens. Veja as datas e locais onde serão realizadas as gravações:

4/6 (terça-feira) – Praça 15 de Junho

5/6 (quarta-feira) – Rua Formiga, 140 (em frente ao Mercado da Lagoinha)

6/6 (quinta-feira) – Arena do Beco Sargento João Beraldo (Vila Senhor dos Passos)

7/6 (sexta-feira) – Rua Araribá, 235 (entre o Conjunto IAPI e a Pedreira Prado Lopes)

8/6 (sábado) – Rua Além Paraíba, 449 (em frente ao Supermercado BH)

Exposição, exibição de documentário e varal fotográfico

No dia 29 de junho, será a abertura da exposição dos retratos, a montagem do varal fotográfico onde cada morador poderá retirar uma cópia de sua foto, uma roda de conversa sobre Memória e Patrimônio e a exibição do filme documentário curta-metragem construído a partir das histórias contadas pelos moradores, trabalhadores e frequentadores da região da Lagoinha. O evento acontecerá no Mercado da Lagoinha, ao lado de onde será montada a exposição em grande formato.

Projeto Moradores

O projeto Moradores tem como principal objetivo o reconhecimento, a valorização e o registro das histórias das pessoas, sejam elas anônimas ou mestres do saber, detentoras dos conhecimentos acumulados por aquela comunidade, das suas estratégias de sobrevivência, da cultura do lugar, expressos nos seus costumes, tradições, hábitos, modos de morar, maneiras de celebrar a vida e se manifestar, o maior patrimônio que um território pode ter.

É um movimento de ocupação urbana pela valorização da identidade cultural e da memória dos moradores, patrimônio que dá vida ao lugar. Criado em 2012 pelo coletivo mineiro NITRO Histórias Visuais, já passou por cinco estados, 19 cidades e registrou a história de aproximadamente 3.500 pessoas. Foi reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como uma ação de sucesso em Educação Patrimonial pela troca, interação e memória que acumula.

Leia mais:

Muro no Mineirão irá se tornar painel de arte a céu aberto neste sábado; ingressos são gratuitos
Prefeitura oferece Zoológico, Parque Ecológico e orla da Lagoa da Pampulha para exploração comercial
Passarela da rodoviária ganha novo visual com intervenção de arte urbana