O mês de agosto caminha para o fim com lanches mais caros em lanchonetes de Belo Horizonte e Confins, na Região Metropolitana. O preço de 300 ml de suco de laranja vendido no Aeroporto Internacional, por exemplo, aumentou 13,24%, passando de R$ 7,40 para R$ 8,38, em relação a agosto do ano passado.

O pão de queijo no Centro subiu 11,11%, passando de R$2,25 para R$2,50. E o refrigerante de 350 ml teve uma leve redução de 1,60%: passou de R$3,74 para R$3,68.

O levantamento é do site Mercado Mineiro, feito entre os dias 13 e 15 de agosto, em 15 lanchonetes do Centro, Rodoviária e Aeroporto. 

Os pesquisadores destacam que, apesar das altas nas contas de gás, energia elétrica e água, foram identificados preços desproporcionais nos locais pesquisados. 

Variações de preço

A maior diferença de preço encontrada foi nas lanchonetes dentro da rodoviária da capital. O preço de um café comum no terminal varia 300%, custando desde R$1,50 até R$6,00. Já no Centro de BH, o misto quente pode custar de R$3,50 até R$ 12,00 - uma variação de até 242%.  

As diferenças, porém, são menores no Aeroporto de Confins. Lá o menor preço do pão de queijo é de R$4,00 e o maior de R$6,50. Uma variação de 62%.  

Segundo o Mercado Mineiro, a diferença pode ser justificada, em alguns casos, pelo tamanho do salgado, das porções ou pela localização da lanchonete. 

Para ver a pesquisa completa, clique aqui.

Leia mais:
Mercado eleva estimativa de inflação e reduz projeção do PIB este ano