Uma lei publicada nesta terça-feira (19) no Diário Oficial do Município (DOM) de Belo Horizonte tornou obrigatória a realização de avaliações visual e auditiva nas crianças matriculadas nas escolas da rede municipal de Belo Horizonte.

Os exames serão realizados anualmente sempre no primeiro bimestre do ano letivo. Os custos serão bancados pela Secretaria Municipal de Saúde, incluindo os tratamentos necessários após os resultados obtidos.

A lei é originária de um projeto de 2014, de autoria do vereador Valdivino (PSB).