A Polícia Civil instaurou inquérito nesta quinta-feira (18) para investigar as circunstâncias da morte de uma criança de 2 anos, que foi esquecida em um carro pela mãe em Belo Horizonte. Conforme a corporação, o caso está sendo apurado inicialmente pela Delegacia de Homicídios de Venda Nova, mas pode ser remetido para outra repartição.

Somente após a definição do delegado que será responsável pelo inquérito e ao longo da investigação, a polícia irá definir se Renata Ferreira Barbosa será indiciada por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) ou abandono de incapaz.

Após o encontro do corpo da filha, ela foi levada para a Central de Flagrantes (Ceflan) 1, onde a ocorrência foi registrada. No entanto, a mulher não conseguiu prestar depoimento já que estava em estado de choque, não falava e não andava. Por isso, Renata deve ser convocada para prestar esclarecimentos nos próximos dias.


Enterro

A menina que morreu no veículo da mãe será enterrada na tarde desta quinta-feira (18) no Cemitério da Paz, na avenida Presidente Carlos Luz, bairro Caiçara, região Noroeste de Belo Horizonte. O sepultamento está previsto para ocorre às 17 horas. O velório acontece em uma capela na região do Barreiro. 

Tragédia

A menina de 1 ano e 11 meses foi encontrada morta dentro de um carro fechado, no bairro Jaraguá, região da Pampulha, em BH, no início da noite de quarta-feira (17). Segundo a Polícia Militar, a criança foi esquecida pela mãe no automóvel.

A tragédia familiar teria sido provocada porque Renata Ferreira Barbosa mudou sua rotina. O marido dela era o responsável por levar a filha do casal ao berçário todos os dias. Porém, como o homem está viajando nesta semana, ela colocou a menina no veículo e, ao invés de seguir para a creche, foi até o Aeroporto da Pampulha, onde trabalha.

O carro ficou no estacionamento do aeroporto e, no fim do expediente, ela pegou o veículo, seguiu para a creche e só então se deu conta da tragédia. Ao encontrar a filha já com as extremidades arroxeadas, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado. No entanto, a criança já estava sem vida.

A mãe entrou em estado de choque com o fato. Ela tem outros dois filhos.

 

* Com informações de Danilo Emerich e Guyanne Araújo.