Após um dia de diversas ocorrências de incêndios na Região Metropolitana de Belo Horizonte e da capital mineira registrar a menor umidade do ar do ano, uma névoa de fumaça tomou conta de todas as regiões da cidade nesta quarta-feira (18). Nariz seco, ardência nos olhos e pigarro são alguns sintomas que muitas pessoas sentem nesse momento.

Mas, como aliviar o desconforto provocado pela fumaça? Segundo o médico Marcelo de Fuccio, presidente da Sociedade Mineira de Pneumologia, o ideal é ficar dentro de casa com todas as janelas fechadas. “Pode-se colocar uma toalha molhada no cantinho da porta para evitar a entrada da fumaça”, explicou o médico, acrescentando que é importante também fechar os vidros do carro enquanto estiver em trânsito.

Para não ter problemas com a secura e reduzir os sintomas da fumaça, deve-se hidratar muito bem com água, tendo ainda mais cuidado com as crianças e idosos. Pode-se ainda usar o umidificador de ar, que poderá trazer alívio a quem está em pequenos ambientes.

E, o mais importante: não se deve fazer exercício físico ao ar livre no momento enquanto a fumaça estiver presente sobre a cidade. “Um dia sem exercício físico em ambiente aberto não vai fazer mal. A pessoa também pode optar por fazer o exercício dentro de casa, com o ambiente fechado, ou em uma academia”, afirma.

De acordo com o médico, dificilmente uma pessoa saudável terá problemas de saúde por causa de questões pontuais, como essa fumaça que atinge Belo Horizonte. Deve sentir um desconforto, mas nada que necessite atendimento médico.

Já quem tem doença respiratória crônica pode sentir os efeitos mais facilmente. “Para essas pessoas, em caso de piora, não há outra recomendação a não ser procurar por um atendimento médico”, recomenda o pneumologista.

O Corpo de Bombeiros não informou quantos incêndios foram registrados nesta quarta-feira (18), mas sabe-se que as chamas estão consumindo as vegetações do Morro do Chapéu, em Nova Lima, e na Serra da Moeda. 

Leia mais:
Incêndio consome há dois dias vegetação do Morro do Chapéu, em Nova Lima
Clima de deserto: BH registra dia mais seco do ano com umidade na casa dos 12%