Uma paciente diagnosticada com Covid-19 precisou entrar dentro de uma "maca bolha" para ser transferida de hospital. O transporte especial realizado pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais nessa sexta-feira (5) foi o primeiro do tipo em decorrência da pandemia do novo coronavírus. 

A cápsula usada no deslocamento é hermeticamente fechada e, por isso, garante a segurança tanto da pessoa infectada com o vírus quanto dos agentes que participaram da operação. A ação durou seis horas.

A paciente, conforme os bombeiros, estava internada na Santa Casa de Diamantina, na região Central de Minas, e foi levada para Caratinga, no Vale do Rio Doce. Para o deslocamento, o Comando Especializado de Bombeiros (CEB) foi acionado, "seguindo todos os protocolos de segurança, com a equipe utilizando EPI de nível de segurança 'C'", adequado ao risco de contágio", explicou a corporação.

Ao todo, 24 pessoas, entre equipe médica, pilotos e militares, foram empenhadas na transferência.

Confira galeria de imagens: