Moradores de São Sebastião das Águas Claras (Macacos), distrito de Nova Lima, na Grande BH, estão apreensivos devido às chuvas desta sexta-feira (24). Alagamentos já foram registrados em algumas vias. Além disso, a preocupação é grande, já que as barragens B3/B4, da Mina Mar Azul, da Vale, estão em nível 3 - ou seja, alerta máximo para o risco de rompimento.

Outro temor, segundo moradores, está na construção de um muro de 34 metros de altura para a retenção de rejeitos em caso de colapso das estruturas. A obra, segundo os relatos, está retendo o fluxo d'água do ribeirão Macacos, que segue até o bairro Capela Velha, na região mais baixa de São Sebastião. Lá, vivem 93 famílias. 

"A água está subindo muito rápido. Moro há 1,5 km do muro e a menos de 20 metros do rio. Há oito bombas d'água trabalhando na barragem. Se houver o rompimento, destruiria tudo", contou a recepcionista Adriana Silva, de 35 anos, que mora com os três filhos e o marido no Capela, já há nove anos.

Adriana afirma que a Vale disse, nessa quinta-feira (23), que três dos 17 equipamentos que fazem o monitoramento da segurança da barragem mostraram alteração no reservatório. "Estamos numa área que é considerada fora do risco, mas estamos diante dele. Não confio na Vale. Vão nos esperar morrer?", disse.

A advogada Thatiana Mascarenhas, de 45 anos, moradora do bairro Jardim Amanda, na mesma cidade, reforça a reclamação. Segundo ela, o muro de contenção da mineradora está causando transbordamento da água e, nessa quinta, todos os funcionários da empresa que trabalhavam no muro foram retirados. "Estamos assustados. Há muita inundação. E temos duas barragens nível 3 aqui", acrescenta a advogada.

A Defesa Civil de Nova Lima informou que tem recebido, a cada hora, dados do vídeo monitoramento, além de informações dos piezômetros e pluviômetros, responsáveis por medir o nível de água, o peso e a massa da barragem em questão. "Todas essas ferramentas, apontam que até o momento não há indicação para evacuação de pessoas, uma vez que essas barragens se encontram em estado inalterado", afirmou.

A Prefeitura de Nova Lima fez um alerta para outras comunidades próximas a Macacos, devido a alagamentos. Para quem tem dificuldade de locomoção, a recomendação é sair de casa nesta sexta-feira. Veja o comunicado:

Vale reforça vigilância 

Em nota, a Vale informou que não houve alteração no nível de alerta de nenhuma de suas barragens mesmo com as chuvas intensas dos últimos dias. "As estruturas são monitoradas permanentemente por diversos instrumentos, como piezômetros manuais e automatizados, radares e estações robóticas, câmeras de vídeo e pelo Centro de Monitoramento Geotécnico. Em decorrência do volume de chuva acima da normalidade, a empresa reforçou o número de equipes de campo, que estão de prontidão para eventuais situações de emergência".

Ainda de acordo com a Vale, em algumas barragens localizadas em regiões mais afetadas pelas chuvas, como é o caso da B3/B4 da Mina Mar Azul no distrito de Macacos, em Nova Lima, a mineradora instalou bombas adicionais para aumentar a vazão da água dos reservatórios para os sistemas de drenagem. "Além dos cuidados com suas estruturas, a Vale está dando apoio às defesas civis e às prefeituras na atuação em relação à chuva nos municípios", completa a nota.