Faltando dois dias para o encerramento do prazo para sacar o abono salarial, mais de 220 mil mineiros ainda não foram ao banco para pegar o dinheiro. No Estado, conforme a Caixa Econômica Federal, mais de R$ 153.726 milhões estão disponíveis para o saque.

O trabalhador que tem direito ao benefício, que varia de R$ 84 a R$ 998, tem somente até as 16h da próxima sexta-feira (28) para retirar o valor. Tem direito ao PIS/Pasep quem trabalhou por pelo menos 30 dias em 2018 com remuneração média de até dois salários mínimos.

O valor do saque é equivale ao período trabalhado. Assim, quem esteve empregado por todo o ano recebe o equivalente a um salário mínimo, enquanto quem trabalhou por apenas 30 dias pode sacar o valor mínimo, que equivalente a 1/12 do salário.

De acordo com a Caixa, o governo liberou neste ano quase R$ 2 bilhões para 2.600 milhões de trabalhadores de Minas Gerais. O abono começou a ser pagos em 17 de janeiro. O PIS é pago na Caixa Econômica Federal. O Pasep é pago para servidores públicos por meio do Banco do Brasil.

Público-alvo

Tem direito ao abono salarial calendário 2018/2019 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2018 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Além disso, é importante que os dados do trabalhador tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).