Mais de 4,7 milhões de motoristas em Minas Gerais já receberam o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) de 2019, o equivalente a 49,15% do número de veículos em condição de licenciamento no Estado.

De acordo com o Departamento de Trânsito (Detran-MG), 41,51% dos veículos em condições de licenciamento em Minas Gerais ainda estão sem o CRLV por causa de pendências - ou seja, mais de 4 milhões de veículos têm alguma situação a ser regularizada. Ainda não foram pagas as taxas de licenciamento de mais de 2,8 milhões de veículos nem o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2,4 milhões.

O Detran registra ainda que 1,66 milhão de veículos têm multas pendentes. Em Belo Horizonte, cerca de 33% os veículos ainda estão com alguma pendência e, por isso, o CRLV não foi emitido. 

Mas os motoristas que ainda não regularizaram a situação não precisam se desesperar, pois o documento de 2019 não será cobrado até julho. Para os veículos com placa de final 1 a 5, a cobrança passa a valer a partir do dia 1º de agosto. Já aqueles com placa de 6 a 0 devem fazer o licenciamento até o dia 31 de agosto.

Após o prazo, caso o motorista seja flagrado sem o CRLV, o carro poderá ser apreendido até que toda a situação seja resolvida. Ou seja, além de pagar pelos tributos atrasados, o motorista deverá ainda pagar pelo tempo em que o carro esteve parado no pátio do Detran. 

A situação do veículo pode ser conferida no site do Detran ou pelo aplicativo MGApp, disponível nas lojas virtuais dos sistemas Android e IOS.