Mais de 60 cidadãos foram notificados por fiscais do município de Uberaba, no Triângulo Mineiro, por uso inadequado da água da cidade. Os dados são do Departamento de Posturas, da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes Especiais e Proteção de Bens e Serviços Públicos (Settrans) e

Após ser decretado Estado de Emergência de Desabastecimento, a prefeitura se baseou na lei municipal nº 10.270, de 2007, para criar a ação educativa que inclusive, inclui permissão para multar, além de fiscalizar, o uso excessivo da água.  

A fiscalização é feita por meio de denúncias levantadas pelo Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba (Codau). Quando é confirmado o desperdício ou mau uso é gerada uma notificação.

"Desperdício é quando a pessoa está gastando água sem nenhuma utilização específica; o mau uso, quando está lavando um carro, calçada e garagem sem a real necessidade de lavar naquele momento",  explicou o diretor do Departamento de Posturas, Renê de Freitas

Existe também denúncias que não procedem, como é o caso do que foi qualificado como "uso consciente", como aquelas situações em que ao chegar ao local denunciado, o fiscal de posturas percebe que a pessoa estava fazendo o reaproveitando da água já utilizada.