Mais de mil pessoas estão internadas em Belo Horizonte, neste momento, para tratar a infecção provocada pelo novo coronavírus. De acordo com o boletim divulgado nesta segunda-feira (7) pela prefeitura, há 350 pacientes em UTIs das redes pública e particular por causa da Covid e 759 pessoas estão em leitos de enfermaria. Na cidade, também há cerca de 1.275 pessoas sendo acompanhadas em isolamento domiciliar.

O boletim indica que a capital registrou 936 novos casos de Covid desde o último levantamento na sexta-feira (4), chegando a 56.106 confirmações desde março. A cidade também teve 13 mortes por causa da doença no fim de semana e agora contabiliza 1.698 vidas perdidas para o novo coronavírus. Há ainda outros 96 óbitos sendo investigados.

Indicadores em alta

Dois indicadores de monitoramento da epidemia, usados pela prefeitura para tomar decisões referentes à reativação da economia, estão em nível de alerta (amarelo) e tiveram alta desde o último boletim, publicado na sexta. Confira:

indicadores 7.12

O número médio de transmissão por infectado (Rt) subiu de 1,06 para 1,09. Ou seja, 100 pacientes transmitem o vírus para 109 pessoas, em média. Já a ocupação dos leitos de UTI, observando a capacidade potencial, subiu de de 50,6% para 54,5%, e a ocupação de leitos de enfermaria se apresentou estável em 47,9%.

A situação é mais séria na rede privada de assistência hospitalar. Segundo o boletim, 69,9% dos leitos de UTI reservados a pacientes com Covid nos hospitais particulares estão ocupados. Entre os leitos de enfermaria, a ocupação é de 58,7%.

A incidência da doença entre moradores da capital também permanece alta e, no momento, é de 98 casos a cada 100 mil habitantes. 

Leia mais:
PBH entra em contato com Fiocruz e Butantan para negociar compra de vacinas contra a Covid