Mais três macrorregiões de Minas Gerais receberam o aval do governo para reabrir escolas para aulas presenciais a partir da próxima segunda-feira (5). São elas: Leste, Jequitinhonha e Centro-Sul.

A permissão foi dada depois que as três avançaram para a onda verde no plano Minas Consciente. Nesta fase, a flexibilização social é maior e a abertura de vários segmentos é autorizada. 

Como a Norte também já estava na onda verde, agora o Estado possui quatro macrorregiões com autorização para retomar o ensino presencial. No entanto, segundo destacou o governo, as cidades têm autonomia para liberar ou barrar o funcionamento das instituições de educação.

“Nesses locais, poderão voltar a funcionar escolas infantis, fundamentais e de ensino médio - sempre dependendo da decisão do prefeito. É uma boa notícia no avanço do combate à pandemia em Minas Gerais”, disse o secretário-geral Mateus Simões.

Avanço

As macrorregiões Noroeste, Nordeste, Centro, Vale do Aço, Triângulo do Norte, Triângulo do Sul, Oeste, Sul, Sudeste e Leste do Sul continuam na onda amarela, que é mais restritiva que a onda verde. Mas o Estado comemora o fato de nenhuma região estar na onda vermelha, a mais severa.

“Nós estamos, há mais de 15 dias, sem nenhuma região em onda vermelha, o que significa que a maior parte das atividades já podem retornar ao seu funcionamento, ainda que não de forma plena. As cidades mineiras estão iniciando um novo normal”, afirmou Simões.

Leia mais:
Taxa de infecção despenca e PBH planeja ensino híbrido
Pandemia no palanque: volta de escolas acirra debates em BH
Ensaio para a volta: com queda de casos de Covid-19, escolas de BH se adequam para reabertura
Tapete, termômetro e pia: escolas de BH se adaptam para volta às aulas, que segue sem data; assista