O prefeito Márcio Lacerda apresentou na noite desta terça-feira (24) para associados, empresários e diretores da Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMINAS), o Novo Plano Diretor de Belo Horizonte. O próximo passo é enviar o projeto para votação na Câmara Municipal, que segundo ele, deve acontecer em março. 
 
Antes de enviá-lo à Casa, Lacerda quer explicar o projeto, detalhadamente, aos vereadores. "A Câmara Municipal sempre tem a sua dinâmica, tem múltiplos interesses, e os debates são normais. Queremos que ela cumpra o seu papel de fiscal do poder executivo e vote aquilo que acha conveniente para a cidade". 
 
O projeto introduz novos conceitos de urbanismo, dentre os quais o das unidades de vizinhança, uma forma de estimular a formação de núcleos populacionais autônomos que, absorvendo atividades normalmente restritas à área central, irão gerar impactos positivos, especialmente o trânsito e a mobilidade. Segundo o prefeito, a principal ideia é que Belo Horizonte seja uma cidade sustentável, com qualidade de vida. 
 
“Queremos a organização do território no sentido de ter uma ocupação equilibrada, e isso é fundamental para não repetirmos os erros do passado, com um crescimento desordenado, fora da região da Contorno. Além disso, é importante criar uma tendência para aproximar as pessoas do trabalho, diminuindo assim os deslocamentos”, citou o prefeito. 
 
Grandes empreendimentos públicos ainda estão no papel
 
Metrô - A proposta do Prefeito feita recentemente ao Governo Federal é que seja criado um grupo de trabalho que tire todas as arestas do projeto e deixe os editais prontos, e assim que se decidir sobre o financiamento, - que segundo Márcio Lacerda é uma questão complicada em função da crise econômica, se lança o edital. 
 
Rodoviária - Nesta quarta-feira (25), o prefeito receberá os projetos executivos da empresa concessionária e irá discutir o cronograma de obras. Segundo ele, algumas desapropriações ainda precisarão ser feitas para adequação do sistema viário, mas a obra já está apta para começar. 
 
Centro de Convenções – As desapropriações no terreno do centro de convenções encontraram problemas, mas segundo Márcio Lacerda, o edital já está pronto. “Parece que já temos um acordo com os proprietários. Preciso que a Câmara aprove uma alteração no edital, com a possibilidade de construção de apartamentos no centro de convenções”, citou o Prefeito.