A Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP), medicamento aprovado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e que reduz as chances de contrair o vírus, passa a ser ofertado gratuitamente pela Prefeitura de Contagem, na Grande BH, nesta segunda-feira (24). 

De acordo com a administração municipal, o tratamento é voltado para profissionais do sexo, transexuais, travestis, parceiros com soros diferentes, gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH), grupo apontado pelo Ministério da Saúde com mais chance de contrair o HIV.

Para ter acesso ao medicamento, o público-alvo deverá procurar o Programa IST Aids, que fica no Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz, na avenida João César de Oliveira, 2.889, no bairro Eldorado. O atendimento é de segunda a sexta, de 7h às 19h.

De acordo com o coordenador do Programa IST/Aids e Hepatites Virais de Contagem, Paulo Henrique Teixeira, o paciente passará por consultas e exames. “Se enquadrado no perfil, receberá os medicamentos mensalmente. A cada três meses, ele deverá retornar ao CCE Iria Diniz para fazer o controle”.

Segundo a prefeitura, há atualmente 1.507 pessoas portadoras do HIV na cidade. Além de Contagem, apenas os municípios de Belo Horizonte; Juiz de Fora, na Zona da Mata; Passos, no Sul de Minas; Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro, oferecem o mesmo tratamento. 

PrEP

A PrEP é a combinação de medicamentos que bloqueiam alguns caminhos que o HIV usa para infectar o organismo. A medicação pode impedir que o vírus se estabeleça e se espalhe pelo corpo. Porém, a Profilaxia só tem efeito com uso diário dos comprimidos. Caso contrário, pode não haver concentração suficiente do medicamento na corrente sanguínea para os bloqueios.

O médico Leandro Cury de Lima Sousa, um dos infectologistas do Programa IST/Aids, relembra, no entanto, que o uso da camisinha é fundamental para evitar o contágio pelo HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis, como sífilis, hepatites B e C e gonorreia. “O paciente não pode cair na armadilha de usar a PrEP e achar que está totalmente protegido contra as outras doenças”, aponta.

Diferença entre PrEP e PEP

De acordo com a Prefeitura de Contagem, a PrEP é o uso preventivo de medicamentos antes da exposição ao vírus do HIV, reduzindo a probabilidade da pessoa se infectar com vírus.

A Profilaxia Pós-Exposição (PEP) se diferencia pelo uso de medicamentos antiretrovirais, após um possível contato com o vírus HIV, em situações como violência sexual, relação sexual desprotegida, acidentes com instrumentos perfurocortantes ou contato direto com material biológico.

Para funcionar, a PEP deve ser iniciada logo após a exposição de risco, em até 72 horas, com uso de medicamentos por 28 dias. Para receber a PEP, o paciente deve ira até as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) JK, Petrolândia, Ressaca e Vargem das Flores.

Por analogia utilizada pela própria prefeitura, a PrEP seria o anticoncepcional e a PEP a pílula do dia seguinte.