Viajar o mundo, ajudar os parentes, comprar uma casa  e, até mesmo, um estojo de lápis. Esses são alguns dos sonhos de mineiros que correram, neste sábado (27), para a Casa Lotérica Goiânia, no Barreiro, e fizeram jogos para concorrer ao prêmio de R$ 105 milhões da Mega-Sena. O sorteio do concurso ocorrerá a partir das 20h, em São Paulo. 

O preencher dos números é um momento carregado de desejos. Que o diga a diarista Rosana Gomes, de 37, que levou o filho Vitor, de sete, para fazer três apostas no local. A expectativa é alta, garante a mulher. E a criança, também. 

"Compraria uma casa bem grande, com piscina, aqui no Barreiro mesmo. O resto eu aplicaria, afinal, dinheiro na mão é vendaval", brinca Rosana, enquanto o garoto faz suas preces. "Eu quero que ela compre um carro e um estojo que estou querendo há algum tempo", pediu ele, que está no segundo ano do ensino fundamental.

Também na lotérica, a comerciante Janaína Rodrigues, de 44, faz planos, digamos, mais "ousados". "Viajar para fora e não voltaria mais. Grécia? Dubai? Estou pensando grande", comenta ao dar gargalhadas. Ela, porém, complementa que "pensaria no caso" para levar o marido e os dois filhos. "Mas, primeiro eu iria sozinha", brinca.  

O prêmio acumulado, maior deste ano, seria suficiente para comprar 35 apartamentos de luxo equipados com carros. No entanto, é preciso ter os pés no chão. Quem afirma isso é o gerente de loja Armando Mesquita, de 53 anos. Para ele, que sempre faz uma fé, ajudar os parentes seria prioridade.

"Tenho sete irmãos e algumas pessoas da minha família passam por certas dificuldades. Sem dúvidas, eu daria todo o suporte a quem precisasse. Se ganhasse, a minha vida, e de toda família, viraria de ponta cabeça", sonha Armando.