Um dos bebês infectados pela bactéria enterobacter cloacae multissensível no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), em Uberaba, no Triângulo, saiu do estado grave. Segundo a assessoria da instituição, o outro recém-nascido continua em estado grave. Ele está estável e ainda corre risco de morte.

Novas amostras de sangue foram coletadas e o resultado deve ficar pronto na próxima quarta-feira (28). O Hospital informou ainda que não há novos casos de contaminação pela bactéria.

Na madrugada da última terça-feira (20), quatro recém-nascidos morreram na UTI Neonatal do HC-UFTM e exames apontaram que os bebês apresentaram crescimento da bactéria enterobacter cloacae multissensível, que não é uma bactéria multirresistente.

Na quinta-feira (22), após a estabilização dos casos de infecção, a UTI voltou a receber novos pacientes e atualmente 18 bebês estão internados na unidade.

Leia mais:
UTI Neonatal de Uberaba volta a funcionar após morte de quatro bebês com suspeita de bactéria
Exame descarta KPC após mortes de quatro bebês em hospital de Uberaba, mas confirma outra bactéria
Mortes de quatro recém-nascidos no Hospital de Clínicas de Uberaba são investigadas