A história da menina Ana Luíza, que tem paralisia cerebral e teve a cadeira de rodas roubada em Belo Horizonte, comoveu a web nos últimos dias. A repercussão do caso foi tão grande que, poucas horas após ser vítima de bandidos, a menina ganhou um novo equipamento que permitirá com que ela se locomova.

Na tarde desta quinta-feira (10), a mãe da garota, Patrícia Nazareno, irá até a Associação Mineira de Reabilitação (AMR) para conferir se a nova cadeira poderá ser usada pela filha. "Isso porque ela precisa de uma especial, e a adaptação também pode demorar", explicou.

Segundo Patrícia, sem a cadeira de rodas especial, a filha não consegue fazer fisioterapia e ir para a escola. Ela contou que a garota sente dores na coluna e no quadril e, por isso, só pode utilizar uma cadeira adaptada.

Mesmo revoltada com o crime, ela agradeceu a solidariedade que tem recebido e também o gesto de bondade do homem que fez a doação.

Maldade

O furto aconteceu na última terça-feira (9), no bairro Vila Clóris, região Norte de BH. O carro da família estava estacionado na rua dos Bacuraus quando foi arrombado. "O bandido só levou a cadeira, é muita maldade. Podia ter levado o rádio, mas a cadeira, não", lamentou Patrícia, ao lembrar o ocorrido.

O irmão de Ana Luíza registrou Boletim de Ocorrência do caso e a família decidiu recorrer às redes sociais para fazer um apelo para que o equipamento fosse devolvido. "Mas nem sinal da cadeira até agora", contou.