Segue internada com quadro de saúde estável a menina de um ano que teve partes do corpo queimado durante um procedimento cirúrgico, no Hospital da Baleia, na última sexta-feira (10). A criança, que foi levada para o Hospital João XXIII, está entubada e sedada, e já passou por três cirurgias para retirada da pele morta no local das queimaduras.

Na manhã desta sexta, a avó da menina relatou que tinha parado de receber assistência por parte do Hospital da Baleia, que repassou uma ajuda de custo à família da criança até a última quarta-feira (15).

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital da Baleia, o setor de serviço social tinha feito um acordo para disponibilizar a ajuda de custo à família da paciente até a quarta-feira (15), já que não havia previsão de quanto tempo a criança ficaria internada, e que, persistindo a internação, a ajuda continuaria.

Ainda de acordo com o Hospital da Baleia, o serviço social da instituição continua com o devido acompanhamento da situação da paciente no Hospital João XXIII, e repassou para a família, nesta sexta-feira (17), nova ajuda de custo até a próxima quarta-feira (22).

Em nota, o Hospital da Baleia informou que “profissionais da entidade acompanham pessoalmente, a melhora do estado de saúde da paciente, que é estável e permanecem em contato diariamente com os familiares, oferecendo todo o acolhimento e assistência necessários. A equipe também está prestando todos os esclarecimentos aos órgãos competentes”.

De acordo com informações passadas pela família da criança, e registradas em Boletim de Ocorrência (B.O.) na Polícia Militar (PM), a menina foi internada no Hospital da Baleia para a retirada de uma verruga na pálpebra do olho direito. No fim da cirurgia, um aparelho chamado eletrocautério explodiu, e a paciente, de um ano, teve 5% do corpo queimado, com lesões no rosto, ombro e olho direito.

Leia mais:
Criança de um ano tem corpo queimado após explosão no Hospital da Baleia
Mulher morre engasgada com bagaço de laranja no Centro-Oeste do Estado