Mesmo com a ampliação dos pontos de vacinação contra a Covid-19, houve registro de filas no terceiro dia de imunização para pessoas com comorbidades, em Belo Horizonte.

Prevendo alta demanda nesta segunda-feira (10), assim como no fim de semana, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) dobrou os locais para a aplicação das doses na capital. Ainda assim, quem compareceu ao posto Cidade Ozanan, no bairro Ipiranga, região Nordeste, teve que encarar uma fila de três quarteirões.

“Está um pouco devagar a triagem. Você fica na fila desnecessariamente. Podiam colocar duas pessoas para fazer a triagem, para saber quem pode ficar. Senão, a pessoa fica o dia inteiro na fila e, quando chega lá na porta não é vacinada. Muitas pessoas não estão informadas sobre os documentos”, disse o administrador de empresas Eduardo Camargo, que, além da documentação necessária, levou um banco para aguardar o momento da proteção contra o vírus.

A partir de hoje, 36 unidades estão atendendo ao público prioritário desta fase da vacinação. Até às 16h, pessoas com comorbidades de 55 e 56 anos, completados até 31 de maio, recebem a primeira dose na capital.

O grupo desta faixa etária– que preencheu o cadastro no portal da prefeitura – recebe o imunizante da Pfizer. As doses precisam ser armazenadas em condições especiais e, por isso, estão distribuídas em postos exclusivos, que têm capacidade para guardar os produtos em baixas temperaturas (clique aqui e veja os endereços).

Documentação

Exames, receitas, relatório ou prescrição médica devem ser apresentados. O documento precisa ter sido emitido em até 12 meses. Também é preciso apresentar documento de identidade e comprovante de residência, além de não ter recebido qualquer outra vacina há duas semanas.

A proteção dos belo-horizontinos com comorbidades começou sexta-feira (7). O grupo contempla pessoas com síndrome de Down, deficiência permanente inscritas no programa Benefício de Prestação Continuada (BPC), doença renal crônica e gestantes e puérperas.

(*) Com Lucas Prates

Leia mais:
Covid-19: BH recebe mais 112 mil doses da vacina da Pfizer
Minas confirma mais duas mortes de bebês menores de 1 ano por Covid-19
Gestantes e puérperas recebem primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Betim