O Dia D para vacinação contra o sarampo e a poliomielite terminou com números abaixo da meta esperada da campanha na capital. Já a cobertura no Estado ficou dentro da média nacional. Em todo o Brasil, mais de nove mihões e meio de crianças foram protegidas contra as enfermidades. 

Em Belo Horizonte, a meta era vacinar 95% dos 109.438 meninos e meninas menores de cinco anos de idade. Com a campanha deste sábado (1º), que mobilizou todos os 151 postos de saúde da capital, além do Parque Municipal e do Serviço de Atenção ao Viajante, o número de vacinados chegou a 83,7% para o sarampo e 81% para a poliomielite. Centros de compras também aderiram ao movimento. No Boulevard Shopping, no bairro Santa Efigênia, na região Leste de BH, 60 crianças foram vacinadas.  

Mesmo com a melhora do número em comparação com a sexta-feira (31), em que 74% do público-alvo havia sido imunizado, 17.839 crianças ainda não receberam a dose contra o sarampo e 20.794 contra a poliomielite. 

Mais cedo, o subsecretário de Promoção de Vigilância à Saúde da SMSA, Fabiano Pimenta, afirmou ao Hoje em Dia que, caso a meta não fosse atingida, a campanha continuaria pontualmente em algumas regionais. Segundo ele, a pasta avaliará as coberturas realizadas e decidirá se haverá ações diferenciadas em centros de saúde que ainda não alcançaram 95% de crianças vacinadas. 

No Estado

Minas Gerais termina o Dia D com números um pouco acima da média nacional, que está em 86%, segundo o Ministério da Saúde. No Estado, a meta era atingir, pelo menos, 95% dos 1.027.305 de meninos e meninas. Os dados consolidados pelo governo federal mostram que Minas imunizou 897.407 (87,36%) menores de cinco anos contra pólio e 897.118 (87,33%) contra sarampo. 

No Brasil, apenas os estados do Espírito Santo, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Amapá e Sergipe atingiram a meta estabelecida pelo governo. Na próxima segunda-feira (3), o Ministério da Saúde avaliará, com estados e municípios, qual será o próximo passo de mobilização para aumentar as coberturas vacinais no país.

Leia mais:

Cobertura vacinal contra sarampo e pólio em BH chega a quase 80% nas primeiras horas do Dia D