O metrô de Belo Horizonte não funcionará nesta segunda-feira (22), de acordo com o Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG). Em nota, a entidade informou que a paralisação de todas as atividades é essencial diante do aumento do número de pessoas diagnosticadas pelo coronavírus em Minas Gerais. 

"É uma decisão difícil para todos, mas necessária. A diretoria do Sindimetro-MG vinha negociando com a direção da CBTU várias formas de se evitar um colapso total do sistema para que as operações continuassem sem pôr em risco a saúde dos usuários e trabalhadores", disse, em nota, a entidade.

O texto ainda destacou que a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), neste momento de propagação da Covid-19, não garante a segurança necessária aos funcionários e usuários do metrô. 

“Nosso objetivo é resguardar os trabalhadores e trabalhadoras metroviários e os usuários. Hoje, com o estágio de contaminação de que temos notícias, não é possível garantir o uso seguro deste meio de transporte”, explicou.

metroviários

A CBTU informou que ainda não foi notificada sobre qualquer movimento grevista proposto pelo Sindicato dos Empregados em Transporte Metroviários de Minas Gerais. 

De acordo com a direção do Sindimetro-MG, como a decisão foi tomada apenas no sábado (21) à tarde, a CBTU só irá receber o documento oficial destacando a paralisação nesta segunda-feira. "Mas já enviamos pelas redes sociais e grupos de whatsapp que temos com gestores da CBTU a nossa decisão", ressaltou Romeu Machado, presidente do sindicato. 

Confira a nota do Sindimetro-MG

A Diretoria Executiva do Sindimetro-MG reunida nesta tarde (sábado, 21), resolveu pela paralisação total de todas as atividades do Metrô de Belo Horizonte.

É uma decisão difícil para todos, mas necessária. A diretoria do SINDIMETRO-MG vinha negociando com a direção da CBTU várias formas de se evitar um colapso total do sistema para que as operações continuassem sem pôr em risco a saúde dos usuários e trabalhadores.

Contudo, diante das fortes evidências do rápido contágio pelo Coronavírus (COVID-19) e que a saúde e a vida dos trabalhadores e usuários estão em risco, a empresa não garantiu a segurança necessária para o empregado e pela própria natureza da atividade que é o transporte de pessoas, o SINDIMETRO-MG não pôde mais protelar a decisão de paralisar TODAS AS ATIVIDADES. Desde já deixamos claro para a categoria que não é férias, devemos ficar todos atentos aos comunicados do Sindicato, seja pelo site ou perfis nas redes sociais.

Nosso objetivo é resguardar os trabalhadores e trabalhadoras metroviários e os usuários. Hoje, com o estágio de contaminação de que temos notícias, não é possível garantir o uso seguro deste meio de transporte.

Vamos continuar atentos ao avanço da pandemia e exigir do governo do estado de Minas Gerais e do governo Federal que apliquem medidas que garantam a segurança de todos os trabalhadores do estado e da país.

A diretoria do Sindicato fará transmissão ao vivo de segunda a sexta-feira, ao vivo, pela página no Facebook, para conversar com a categoria sobre a evolução da doença e sobre as possiblidades de retorno ou não ao trabalho. Sabemos que poderá haver interferência de outros fatores e por isso reafirmamos a necessidade da categoria ficar atenta aos nossos comunicados. Estamos a disposição para quaisquer esclarecimentos. Atenderemos pelo telefone do Sindicato de segunda à sexta-feira, entre 9 e 16h.

Desejamos que essa crise seja superada e que voltemos à normalidade o mais breve possível.

Atenciosamente,

Diretoria do SINDIMETRO-MG