A fé em um dos mais venerados santos católicos levou milhares de belo-horizontinos, nesta quarta-feira (28), ao santuário São Judas Tadeu, no bairro da Graça, região Nordeste da capital. Com corações agradecidos e novos pedidos, os fiéis participaram das comemorações ao dia do "santo das causas impossíveis".

Missas estão sendo realizadas a cada duas horas para homenagear um dos apóstolos de Jesus. A primeira liturgia, à meia-noite, foi celebrada por dom Walmor Oliveira de Azevedo, arcebispo metropolitano de Belo Horizonte.

Até o momento, todas as celebrações ficaram lotadas, segundo a Arquidiocese de Belo Horizonte, que estima que mais de 60 mil pessoas passem pelo local até o fim do dia. Agentes da BHTrans e policiais militares estão presentes no bairro para monitorar o trânsito.

Promessas

Para Maria Helena Frota Duque, de 52 anos, acender uma vela para São Judas nesta data é uma tradição. "Sou devota desde criança e não poderia ser diferente. Nasci no dia 28 de outubro", diz. Mas foi em 1993 que a devoção de Maria Helena aumentou. "Apresentei uma causa que considerava impossível e fiz a promessa de que se fosse atendida viria ao santuário em todos os meus aniversários para agradecer", lembra, sem revelar o motivo da prece.

Valentina Borges também garante já ter testemunhado um milagre de São Judas Tadeu. "Há alguns anos, vim rezar no santuário e pedi que ele me ajudasse a solucionar um problema muito sério que estava enfrentando". Na mesma madrugada que fez o pedido, sonhou que o santo aparecia dando um solução para a causa que, segundo ela, dificilmente poderia ser resolvida.

Nesta quarta-feira, ao agradecer por tantos pedidos atendidos, Valentina teve a companhia da filha Juliana Borges, que tinha suas próprias súplicas: um emprego e a gravidez. "Eu me casei nesta igreja e sempre tive muita fé. Mais uma vez, entrego um pedido a ele".

 

dia de são judas tadeu devotos