Para auxiliar no combate aos incêndios que atingem a Amazônia Legal, o governo de Minas anunciou nesta quarta-feira (28) que disponibilizará 22 militares e alguns equipamentos. A informação foi dada pelo governador Romeu Zema (Novo), em carta encaminhada ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. 

Além dos homens, que estarão equipados com proteção individual, também serão enviados pelo Estado duas caminhonetes equipadas com kits-reservatório para 600 litros de água, para até 20 dias de atuação, com rendições automáticas e um helicóptero esquilo. 

"O governador externou ao ministro que o governo do Estado e o povo mineiro estão profundamente sensibilizados com as queimadas na Amazônia Legal", diz nota divulgada pelo Estado. 

A programação para o envio das equipes mineiras seria definida ainda na tarde deste quarta em reunião no Ministério da Justiça e Segurança Pública, em Brasília. 

Leia mais:
Ao vivo: governo apresenta balanço de combate às queimadas
STF vai decidir repasse de fundo da 'Lava Jato' para estados da Amazônia
Presidentes sul-americanos discutirão preservação da Amazônia
Macron alfineta Bolsonaro e diz ser 'erro' confundir soberania com agressividade