Nos seis primeiros meses de 2015, Minas Gerais registrou 734 incêndios ou queimadas florestais detectadas por satélite. O dado é do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Os meses mais críticos foram junho e maio, com 200 e 114 focos, respectivamente.

Segundo o levantamento, se comparado com o mesmo período do ano passado, a redução foi de cerca de 35%. Nos seis primeiros meses de 2014 foram contabilizados 1.1128 focos de incêndio ou queimadas.

Contudo, o período mais propício para queimadas ainda não chegou. Conforme o instituto, historicamente são registrados aumento no número de incêndios entre agosto e outubro. No ano passado, por exemplo, somente nesses três meses foram contabilizados 10.141. No total, em 2014, foram 12.381 incêndios florestais.