Duas importantes medidas em favor da preservação do meio ambiente foram anunciadas, nesta segunda-feira (19), pelo governador Antonio Anastasia, na Cidade Administrativa. Na primeira delas, foi assinado um convênio com 46 dos 48 municípios da Região Metropolitana e do Colar Metropolitano de Belo Horizonte para gestão compartilhada dos serviços de transbordo, tratamento e disposição final de resíduos sólidos urbanos.

“Estamos dando um exemplo ao Brasil de sermos a primeira região metropolitana onde municípios e Estado se irmanam para apresentar uma proposta inovadora de gestão e destinação dos resíduos sólidos”, destacou o governador.

Por meio do Programa de Gestão Metropolitana de Resíduos Sólidos, o Governo de Minas pretende auxiliar as prefeituras a eliminar os lixões a céu aberto. Cerca de 13% dos municípios da RMBH e do Colar Metropolitano ainda dispõem seus resíduos em lixões e 29% em aterros controlados, o que resulta em 42% de cidades (20) dispondo, diariamente, seus resíduos de forma incorreta. Juntos, os 46 municípios produzem cerca de 3 mil toneladas de lixo por dia, que corresponde a um terço dos resíduos produzidos no Estado.

Também nesta segunda-feira, o governador anunciou a instalação oficial do “Condomínio Temático de Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa de Desenvolvimento em Águas”, a Cidade das Águas Unesco-HidroEX, em Frutal, no Triângulo Mineiro. Trata-se de um dos 20 centros de categoria II reconhecidos pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

A previsão é de que a estrutura física do HidroEX seja totalmente concluída até o fim de 2014. Durante o evento, também foi firmada com o Centro Internacional de Excelência em Acidentes Naturais e Gestão de Riscos (Icharm), entidade japonesa especializada no enfrentamento de situações de risco e representada pelo diretor Kuniyoshi Takeuchi.