Mais remesas de imunizantes contra a Covid-19 chegam a Minas Gerais pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na região metropolitanana, na manhã desta quinta-feira (24). O desembarque das 149.550 doses da vacina Janssen e 346,8 mil da CoronaVac está previsto para às 11h40.

Na última sexta (18), o Ministério da Saúde enviou ao Estado 235.170 doses da Pfizer e 273 mil da CoronaVac. Três dias depois, Minas recebeu 862 mil imunizantes da AstraZeneca.

Janssen

O uso emergencial da Janssen no Brasil foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 31 de março. Inicialmente, o prazo de validade do composto químico era de três meses, mas foi ampliado para quatro meses e meio. Por isso, as doses do primeiro lote devem ser utilizadas até 8 de agosto.

Diferente das demais vacinas aprovadas até o momento no país, o imunizante da Janssen tem eficácia com apenas uma dose. Sendo assim, pode ajudar a ampliar a campanha e vacinar ainda mais pessoas em cada lote.

Estudos e documentação analisados pela equipe técnica da Anvisa confirmaram a eficácia e as condições adequadas para o uso no combate à Covid-19. A eficácia geral demonstrada pela farmacêutica foi de 66,9%. Quando considerados casos graves, a eficácia comprovada foi de 76,7% após 14 dias e 85,4% depois de 28 dias.

O prazo de validade é de até quatro meses e meio, devendo ser armazenada entre 2°C e 8°C. Quando retirados do acondicionamento térmico, os lotes ou frascos têm até seis horas para serem utilizados, mantendo a eficácia.

Leia Mais:
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid-19 em 24 horas
Um dia após deixar nível de alerta vermelho, ocupação de UTIs volta a subir e chega a 70% em BH
Confins vacina moradores de 35 anos e espera imunizar toda a população adulta até o fim de julho