A pandemia de Covid-19 já provocou a morte de 1.355 mineiros. Os casos confirmados da doença chegaram a deixou 64.035. Só nas últimas 24 horas, conforme levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram 3.138 registros e 73 óbitos.  O número de mortes é o recorde para o período.

O balanço ainda mostra que 40.731 pessoas conseguiram se recuperar e, hoje, estão livres do novo coronavírus. Outros 21.949 seguem em acompanhamento, seja domiciliar ou em hospitais das redes pública e privada.

Desde março, quando teve início a pandemia, 7.245 doentes precisaram ser hospitalizados.

Avanço

Pelo menos um registro de Covid-19 já foi confirmado em 743 dos 853 municípios mineiros. Mortes foram notificadas em 282 cidades. Belo Horizonte é a localidade com mais casos e óbitos da doença. Na capital, são 8.574 casos e 200 óbitos.

Por causa do avanço da doença, a metrópole está na chamada fase zero da flexibilização social, na qual somente os serviços essenciais estão autorizados a funcionar. Na terça-feira (8), o prefeito Alexandre Kalil declarou que a BH segue como está, sem previsão de abertura de novos setores comerciais.

Perfil

Dos casos confirmados em Minas, 54% são homens e 46%, mulheres. Pessoas dos 30 aos 49 anos representam 45,7% dos infectados. Quando se analisa o perfil dos mortos, percebe-se que a doença é muito mais letal nos idosos. Vítimas com mais de 60 anos representam 75% dos óbitos. Além disso, 82% tinham doenças preexistentes.

Leia mais:
Após salto na ocupação de leitos, PBH rejeita reabertura do comércio; proposta de rodízio será avali
Recuperados da Covid-19 devem manter cuidados mesmo após infecção
Multa de R$ 100 para quem não usar máscara deverá ser sancionada nesta quarta-feira pela Prefeitura