Onze municípios mineiros já confirmaram mais de mil casos do novo coronavírus. A maioria não faz fronteira com a região metropolitana da capital, mas integra a lista de localidades com mais habitantes do Estado. A maior densidade populacional ajuda a explicar o atual cenário da pandemia.

Juntas, essas cidades concentram quase metade (47%) dos diagnósticos positivos de Covid-19 em Minas. Das 76.822 mil notificações dos últimos meses, 36.445 ocorreram nesses locais. O levantamento foi feito com base no boletim epidemiológico divulgado nessa segunda-feira (13) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Belo Horizonte lidera a lista, sendo seguida por Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e Ipatinga, no Vale do Aço (veja a relação completa abaixo).

Presidente da Sociedade Mineira de Infectologia (SMI), Estevão Urbano lembra que, quanto maior a cidade, mais alta a chance de registrar casos do novo coronavírus. "A tendência é de maior concentração em locais com maior densidade populacional. Cidades com menor população tendem a ter menos casos", observa o médico.

Outra explicação, reforça o especialista, é a fronteira com estados que já vivenciaram o pico da pandemia, como é o caso de Juiz de Fora, que fica perto do Rio de Janeiro. "Além disso, algumas cidades flexibilizaram mal e muito rápido. Talvez não tenham feito um escudo adequado para barrar o vírus", afirmou.

Veja a lista de cidades com mais casos

1- Belo Horizonte - 10.618

2- Uberlândia - 9.351

3- Ipatinga - 3.725

4- Juiz de Fora - 2.614

5- Governador Valadares - 2.297

6- Contagem - 1.947

7- Betim - 1.515

8- Muriaé - 1.139

9- Ribeirão das Neves - 1.095

10- Uberaba - 1.074

11- Coronel Fabriciano - 1.070