Em 2017, até o momento, foram notificados 1.147 casos de febre amarela no estado, sendo que desses, 565 foram descartados e 446 confirmados. Outros 136 casos seguem em investigação. 

São considerados casos confirmados aqueles que apresentaram exame laboratorial detectável para febre amarela; exame laboratorial não detectável para dengue; histórico vacinal (não vacinado/vacinação ignorada); sinais e sintomas compatíveis com a definição de caso; e exames complementares que caracterizam disfunção renal/hepática.

Desde o início de 2017, 209 pessoas morreram no estado com suspeitas da doença. Desses, 159 foram confirmados para febre amarela e outros 18 seguem em investigação. 

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), os últimos casos e óbitos confirmados da doença não se tratam de notificações recentes, e sim de casos notificados até 18 de abril, quando a investigação epidemiológica foi finalizada.