Minas Gerais ultrapassou a marca de 9 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia do novo coronavírus. Já Belo Horizonte está próximo de alcançar os 1,5 mil óbitos. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). Por conta do feriado prolongado do Dia de Finados, não houve divulgação do boletim epidemiológico. No entanto, o painel com informações da enfermidade segue sendo atualizado normalmente.

De acordo com o órgão, até este sábado (31), os municípios que mais atestaram mortes pela doença são Belo Horizonte (1.484), Uberlândia (666), Contagem (415), Governador Valadares (289), Juiz de Fora (264), Betim (233), Ipatinga (222), Uberaba (204), Montes Claros (173) e Ribeirão das Neves (155).

Os números de casos confirmados da enfermidade não param de subir. Até agora, Minas registrou cerca de 359 mil testes positivos para a Covid. Destes, 328 mil pacientes se recuperaram, enquanto outros 22 mil seguem em acompanhamento médico - internação ou isolamento domiciliar.

Capital no 'nível verde'

Segundo dados do boletim epidemiológico e assistencial da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), a capital mineira registrou, de quinta-feira (29) para sexta (30), dez novas vítimas. No mesmo período, 201 casos da doença foram relatados. Ao todo, 48.339 pessoas se infectaram com o vírus na cidade.

Entre as vítimas, 832 são homens e 652 mulheres. A maioria dos óbitos, 82,5% (1.225) é de pessoas idosas, acima dos 60 anos. Outros 15,1% (224) tinham entre 40 e 59 anos; e 2,3% (34) entre 20 e 39 anos. Há apenas uma morte registrada em paciente entre 10 e 14 anos.

Ainda segundo o informativo, os três indicadores de monitoramento do avanço da Covid-19 em BH estão no "nível verde", o que indica estabilidade da doença e o favorecimento da ampliação da reativação econômica na cidade.

O índice de contágio, chamado Rt, que representa o número de pessoas para as quais um indivíduo contaminado pode transmitir a doença, está em 0,91. Já a taxa de leitos de enfermaria está em 27,7%. No caso dos leitos de terapia intensiva, a ocupação é de 28,7%.