Alvo de disputa judicial desde 2010, quando os barraqueiros foram proibidos de trabalhar no entorno do Mineirinho, um novo espaço de convivência foi criado e começa a funcionar nesta terça-feira (15).

Conforme a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), a Feira de Convivência do Entorno do Mineirão irá abrir em dias de jogos no Gigante da Pampulha. As barracas serão instaladas na Alameda das Palmeiras, avenida Carlos Luz, na esquina com a avenida Abrahão Caram, avenida Carlos Luz, na esquina com a avenida Coronel Oscar Paschoal, e na confluência das avenidas Carlos Luz e alfredo Camarate.

A feira terá inicio sempre seis horas antes das partidas com término previsto para 15 minutos depois de a bola rolar. Neste período, público poderá degustar macarrão na chapa, feijão tropeiro, churrasquinho, sanduíches e batatas fritas, além de cerveja, refrigerante, água e suco, produtos preparados de acordo com as normas sanitárias.

"As pessoas vão usufruir ainda de um espaço adequado, devidamente estruturado com banheiros químicos, ambulância e limpeza da área, serviços oferecidos pela Prefeitura de Belo Horizonte", informou o Executivo.

A prefeitura destacou que o objetivo é "atender as necessidades dos torcedores enquanto aguardam o início das partidas e reduzir os diversos problemas de controle urbano relatados em dias de grandes jogos, como a presença de ambulantes, a venda de produtos fora das condições sanitárias e a falta de banheiros, entre outros que tanto incomodam os moradores que residem nas proximidades do estádio".