Com a perspectiva do início da vacinação contra a Covid-19 nas próximas semanas, o Ministério da Saúde alerta para as tentativas de golpes utilizando a imunização como pretexto para lesar as pessoas.

A pasta divulgou nota nesta quinta-feira (14) sobre o assunto. O órgão não faz agendamento de imunização nem solicita dados das pessoas. Além disso, reforçou que não envia códigos para usuários do sistema de saúde.

Se alguém receber ligações ou mensagens, a orientação é não fornecer qualquer dado e denunciar à polícia.

O  Ministério da Saúde destaca que o Sistema Único de Saúde é universal e gratuito. Não há condições prévias para a vacinação, que será realizada nos postos de saúde e pontos utilizados em campanhas.

Em outra nota divulgada nesta semana, o Ministério esclareceu que não há obrigação de cadastro prévio, seja no posto de saúde ou no acesso ao aplicativo Conecte SUS Cidadão. A pessoa que for ser vacinada pode ser identificada e cadastrada na hora. O app facilita a identificação no momento de tomar a vacina.