Na manhã desta segunda-feira (1º), militares do 22º batalhão monitoram a área do Aglomerado da Serra. Três viaturas estão na rua Sacramento esquina com Corinto, local onde já ocorreram vários tiroteios. Outras duas viaturas estão do outro lado da comunidade próximo à rua Dr. Camilo.

Os militares estão revistando pessoas suspeitas, acompanhando e monitorando o local. O clima continua tenso. Moradores que conversam com a polícia estão sendo interrogados por outros indivíduos do aglomerado.

Alguns guardaram os carros na garagem com medo de novos confrontos. Há também viaturas do grupo Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam) circulando na região.

Segundo um militar que pediu para não ser identificado, membros de gangues que disputam pelo controle da região, estão atirando para o alto durante a madrugada a fim de demonstrar poder. "Muitas vezes não é confronto. É para marcar presença", disse o policial.

Vídeo - Após tiroteios, policiais monitoram o Aglomerado da Serra:

Confronto

O aglomerado da Serra tem sido palco de disputa de gangues, entre elas a Organização Terrorista Sacramento (OTS), Organização Terrorista Bandonion (OTB), Organização Terrorista Arara (OTA) e a gangue da Igrejinha da Aldeia (GDI).

O clima no complexo de vilas e favelas e no seu entorno é de tensão, com tiroteios constantes e toque de recolher.

Segundo a Polícia Militar, a guerra pelo tráfico no aglomerado teria se intensificado na última quarta-feira (27) após a prisão de Tiago Augusto Nunes Martins, de 32 anos, apontado como uma das lideranças do tráfico na região. Ele foi detido em uma BMW preta após fugir de uma interceptação de militares nas imediações da Serra.

Desde então, outras duas pessoas foram presas no aglomerado após trocar tiros com os militares e dezenas foram abordadas durante o patrulhamento na região.

No domingo (31), foi registrado mais um tiroteio no período da tarde. Segundo informações da Polícia Militar (PM), militares do 22º Batalhão foram recebidos a tiros quando verificavam denúncia de que um grupo estaria exibindo armas na região.

Outros dois tiroteios foram registrados no local no sábado (30). Na ocasião, mais de 100 cápsulas foram apreendidas pela Polícia Militar nas imediações da rua Sacramento, na Vila Nossa Senhora da Conceição.