Moradores de cidades atingidas pelo rompimento da barragem da Vale na mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Grande BH, poderão participar das decisões de alocamento de parte da verba do acordo feito entre a empresa e o governo estadual para reparar danos na região. A abertura do projeto de consulta popular foi anunciada pelo governador Romeu Zema (Novo) nesta segunda-feira (18). 

O acordo prevê a destinação de R$ 2,5 bilhões a 25 municípios atingidos pela tragédia (veja lista no fim da matéria) na bacia do Paraopeba e R$ 1,5 bilhão para Brumadinho. Do valor total, 85% (R$ 3,4 bilhões) serão destinados à consulta popular para a população dos municípios. Os 15% restantes serão utilizados em projetos de resposta rápida para a recuperação da área afetada. 

A iniciativa propõe que os moradores participem de votações para priorizar temas e subtemas de propostas de projetos apresentadas pela comunidade e prefeituras e aquelas já incluídas no Termo Judicial de Reparação.

Os moradores poderão participar através do aplicativo MG App e pelo portal do Cidadão. Pontos de apoio serão disponibilizados nos municípios para atender quem tiver dificuldades de acesso aos serviços digitais.

A consulta ficará aberta de 5 a 12 de novembro. Mais informações estão disponíveis neste link.

Poderão participar da consulta popular os moradores de:

  • Abaeté
  • Betim
  • Biquinhas
  • Brumadinho
  • Caetanópolis
  • Curvelo
  • Esmeraldas
  • Felixlândia
  • Florestal
  • Fortuna de Minas
  • Igarapé
  • Juatuba
  • Maravilhas
  • Mário Campos
  • Mateus Leme
  • Morada Nova de Minas
  • Paineiras
  • Papagaios
  • Pará de Minas
  • Paraopeba
  • Pequi
  • Pompéu
  • São Gonçalo do Abaeté
  • São Joaquim de Bicas
  • São José de Varginha
  • Três Marias

Leia também:
Casos de Delta saltam mais de 50% em duas semanas e passam de mil em Minas
Preços de carne bovina caem quase 2% em supermercados e açougues da Grande BH, diz pesquisa