Cerca de 200 moradores dos bairros Novo Aarão Reis, Ribeiro de Abreu e Tupi, na região Norte de Belo Horizonte, interditaram a MG-20 nos dois sentidos na manhã desta terça-feira (25), durante um protesto para cobrar melhorias na segurança, dentre outros pontos.

Com faixas e cartazes, os manifestantes ocuparam o trecho, na altura do km 17, e colocaram fogo em pedaços de madeira, pneus e borrachas. Pelo menos oito viaturas da Polícia Militar (PM) e da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) acompanham a situação no local.

A interdição acontece desde às 4 horas da manhã. Os motoristas que tentam passar pela região encontram trânsito completamente parado. Os militares tentaram dialogar com os líderes do movimento para liberar o tráfego, mas não houve acordo e ainda não há previsão de quando a situação será normalizada. Um desvio foi feito no final da via 240.

 

Moradores da região Norte de BH fecham MG-20 em protesto contra insegurança
Por causa do protesto, o trânsito na estrada ficou completamente parado (Foto: Gledson Leão/Hoje em Dia)


De acordo com Carlos Daniel dos Santos, 33 anos, motorista e morador da área, há muito mato às margens da rodovia e a iluminação é precária, o que aumenta o sentimento de insegurança, principalmente à noite.

"A beira da via está cheia de mato e muita gente que trabalha de manhã e precisa pegar ônibus fica no escuro", explica. Além disso, ele reclama que o número de acidentes no trecho é muito grande e, apesar de a população ter tentado dialogar com os representantes públicos, não existe estimativa de quando os problemas serão resolvidos.

Os manifestantes prometem ficar no local até conseguirem um posicionamento dos órgãos responsáveis pela estrada. "A Prefeitura de Belo Horizonte alegou que a responsabilidade seria do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), mas ninguém apareceu para conversar com a gente", argumenta Carlos Daniel.

Esta foi a segunda vez que a população parou o trânsito na região em menos de 12 horas para manifestar. Na noite de segunda-feira (24), um grupo já havia invadido uma rodovia e só liberou a passagem dos carros por volta da meia-noite.