Moradores da avenida Teresa Cristina, na altura do bairro Salgado Filho, na região Oeste de Belo Horizonte, atingidos pela forte chuva da noite dessa terça-feira (28), passaram a manhã desta quarta lavando os móveis e objetos que sobraram. A via foi uma das mais afetadas na capital.

Como comentaram pessoas que passaram pela região nesta manhã, o cenário é de guerra e muita tristeza. A força da água foi tão potente que arrancou a camada de asfalto em diversos pontos da via. Também houve destruiu das grades de um supermercado, na esquina entre a Teresa Cristina e a rua Carmelita Silva. Alguns curiosos foram ao local para ver de perto a situação.

Uma moradora da região contou que a água da chuva foi subindo e inundou os dois lados da Teresa Cristina, na altura do número 5.000, na noite dessa terça. Só depois, o rio Arrudas transbordou e juntou-se à enchente, formando uma assustadora lagoa, que terminou por levar os pertences do motorista Marco Túlio Lourenço, de 53 anos.

Ele conta que ficou no segundo andar da residência, juntamente com a esposa, aguardando o nível da água baixar. "Perdi tudo. Roupa, roupa de cama, geladeira, máquina de lavar. Foi terrível", disse. Após limpar a casa, Marco seguia para a moradia de uma vizinha, carregando material de limpeza para ajudá-la.

A doméstica Maria de Fátima Fernandes da Silva, de 59 anos, se emocionou ao contar da situação. Assista à entrevista em vídeo.

Leia mais:
Buracos, asfalto aos pedaços e risco de afundamento de bueiro: Silva Lobo tem manhã de caos
'Parecia um terremoto', relatam moradores do bairro São Bento
Chuva faz vítima e bloqueia estradas em Nova Lima