Moradores e comerciantes limpam imóveis e contam prejuízos em Santa Luzia, na Grande BH

Renato Fonseca
rfonseca@hojeemdia.com.br
11/01/2022 às 12:53.
Atualizado em 18/01/2022 às 00:52
 (Renato Fonseca/Hoje em Dia)

(Renato Fonseca/Hoje em Dia)

Cenário de guerra é pouco para a destruição provocada pelas fortes chuvas em Santa Luzia, na Grande BH. A água que desceu após transbordamento do Rio das Velhas invadiu casas, comércios, avenidas e pontes. Nesta terça-feira (11), moradores, operários, lojistas e voluntários fazem a limpeza de algumas áreas atingidas.

Na Rua do Comércio, no bairro Ponte, há lama pra todo lado. É preciso usar uma retroescavadeira nos trabalhos. A via está abarrotada de entulho, com mesas, cadeiras e até grelhas de concreto arremessadas pela inundação.

Lixo e barro tomaram conta de uma lanchonete, inaugurada há cerca de dois meses. Balcões, cadeiras e freezers foram danificados e as pessoas que trabalham no local não conseguem sequer imaginar o prejuízo. 

Segundo um operário da prefeitura, os trabalhos começaram por volta das 7h, mas ele acredita que ainda serão necessários "dias" para terminar a limpeza. "Isso se não voltar a chover e termos mais desastres", diz o homem, que mora no Boa Esperança. No bairro dele, a terça-feira também é marcada pela faxina nas casas e tentativa de salvar alguns pertences. 

A Prefeitura de Santa Luzia segue monitorando áreas de risco na cidade. A recomendação é que as pessoas sigam as normas de segurança e evitem transitar em pontos de alagamento. Os atingidos devem fazer contato pelos telefones 199 (Defesa Civil), 991876329 (plantão do órgão) e 193 (Bombeiros).

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por