Preocupados com o conflito armado no maior aglomerado de Belo Horizonte, moradores do bairro Serra se mobilizaram para cobrar ações efetivas das autoridades. Associações comunitárias, clubes esportivos, estabelecimentos comerciais, escolas, dentre outras entidades, se uniram em busca de uma solução pacífica e sem riscos para as pessoas.

Eles criaram o movimento "Serra do Bem" e já marcaram a primeira reunião, que será aberta ao público, na próxima quinta-feira (11), às 11h, no clube Olympico. Além de várias pessoas que abraçaram a causa, estarão presentes o comandante de Policiamento da Capital, coronel Winston Coelho Costa e representantes do poder judiciário.

"É uma reunião para todos. O nosso objetivo é mostrar que essa mobilização social está em favor dos nossos vizinhos, dos nossos irmãos. Vamos cobrar que a situação seja resolvida o quanto antes. Porém, qualquer medida que for tomada deverá ser feita com muita cautela, pois a maior parte dos moradores é formada por pessoas de bem", afirma um dos organizadores da reunião, o jornalista Marcos André Carneiro Naves, de 46 anos.

Casado e pai de três filhos, Marcos André mora na Serra desde que nasceu. "Antes, o convívio era muito pacífico. As vilas eram frequentadas por todos. Infelizmente, isso se perdeu. Mas a região faz parte da história de BH e precisa de melhorias", acrescenta o morador.

Uma página no Facebook foi criada para que a mobilização ganhe ainda mais força. Basta acessar "Movimento Serra do Bem". Atualmente, a região concentra oito vilas e tem mais de 60 mil habitantes. Os mais recentes conflitos armados começaram na semana passada. Houve várias trocas de tiros entre gangues e a polícia realizou algumas operações.

Serviço

Reunião do Movimento Serra do Bem

Local - Salão Social do Olympico (Rua Professor Estevão Pinto, 735)

Data - Quinta feira (11/02/2016)

Horário - 11h