A morte de um homem de 45 anos, que cumpria pena em regime semi-aberto no Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, no último domingo (29), não foi causada pelo coronavírus. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, que responde pelo Hospital do Barreiro, onde o detento faleceu, a notificação de caso suspeito foi feita no último dia 28, quando foi colhido o exame. 

O órgão municipal também informou que o paciente chegou ao Hospital Metropolitano Célio de Castro (Hospital do Barreiro) após ser transferido do Hospital São Judas Tadeu, de Ribeirão das Neves, com uma síndrome respiratória aguda grave e quadro de tuberculose não tratada. Diante dos sintomas, ele foi colocado em um leito de isolamento na unidade de saúde. 

No entanto, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) argumenta que o homem não apresentava sintomas de Covid-19 ou de gripe. "O exame realizado pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) testou negativo para a doença e foi finalizado na segunda, 30/3, a partir de análises de nasofaringe e fragmentos de traqueia. Um outro exame, colhido no Hospital Metropolitano, com o detento ainda em vida, também está em andamento para nova confirmação", informou a pasta.

Outros dois detentos que dividiam a cela com ele foram isolados de forma preventiva, apesar de, segundo a Secretaria, não apresentarem sintomas de coronavírus. 
Ainda conforme a Sejusp, o detento foi internado no último dia 23 no Hospital São Judas Tadeu e, quatro dias depois, foi encaminhado para o Hospital do Barreiro com um quadro grave de hipoglicemia, onde acabou morrendo. 

A pasta reitera que não há, até o momento, casos confirmados da doença no sistema prisional de Minas Gerais, e que adotou uma série de medidas para evitar possíveis contaminações, como a suspensão das visitas e criação de centros de triagem para novos detentos.

Leia mais:

Ônibus é queimado em BH como 'protesto' à suspensão das visitas nos presídios devido ao coronavírus
Depen suspende visitas de familiares e advogados nas penitenciárias
Coronavírus: quem for preso em Minas vai passar por quarentena para evitar contágio em presídios