A Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) de Belo Horizonte confirmou que mais duas pessoas morreram por dengue na capital. As vítimas eram mulheres, de 45 e 80 anos, e faleceram em hospitais particulares. Com isso, o número de óbitos em decorrência da doença, neste ano, subiu para seis.

Segundo balanço divulgado nesta sexta-feira (11), 9.728 casos foram confirmados em 2016. Contudo, o número pode ser ainda maior, já que outros 31.121 foram notificados e estão sendo investigados.

A regional com o maior número de casos confirmados é a Barreiro, com 1.501 ocorrências, seguida pelas regionais Noroeste e Nordeste, com 1.387 e 1.329, respectivamente.

Ainda conforme o levantamento, 17 casos de zika vírus foram confirmados em BH, sendo 10 em gestantes. De acordo com a SMSA, sete são moradoras da região Norte da capital, duas de Venda Nova e uma da regional Nordeste. A secretaria ainda investiga 391 casos suspeitos.

As duas doenças são transmitidas pelo Aedes aegypti e, para combater o mosquito, a Prefeitura de BH decretou situação de emergência.